Palavras…

Enquanto eu respirar vou me lembrar de você

Palavras…

Saudade uma palavra doída;
Uma ferida;
Que nunca fecha;
Lateja;
Até não suportar mais;
Uma ausência presente;
Capaz de tirar a paz;
Amargura crescente;
Daquelas que machuca a mente;
Mentir por quê?
Por que a mentira?
Talvez, suportar a dor;
Dor, outra palavra doída;
Inóspita e emagrecida;
Atuando de maneira corrompida;
Corrompendo a alma;
Que soluça na fala;
Sensação que entala;
Entalhada no âmago;
Por isso, não causa espanto;
Que uma outra palavra, a incerteza
Também doerá;
Aniquilará a pureza;
Prejudicará a leveza;
Do natural;
Essa palavra atrevida;
De potência descabida;
Gerando a dúvida corroída;
Corroendo a tranqüilidade;
Palavras que falam;
Vocábulos que exalam;
Sensações;
Sentimentos borbulhando;
Daquele que se sente;
Um sentir em vernáculo;
Desnudando sem obstáculo;
Palavras que cantam;
Sílabas que mostram;
O nosso sentir.

Régis Eric Maia Barros