O FUTURO

Relógio Dali

Dias virão
Histórias do cotidiano
O que acontecerá?
Estórias verdadeiras
Verdades falseadas
E a cada badalada
O relógio mostrará
Que a vida acontece
Ou deixa de acontecer
Depende da nossa escolha
O viver e o escolher
Ponteiros conjugados
Ajuntados ou antípodas
Será nosso o ajuste
Próximos ou distantes
Produtos querelantes
De nós…
Por nós…
Para nós…
E o futuro?
De que adianta pensar nele
Esqueceram-se do dia de hoje
O momento tremendo
Construir o atual
Sem tormento
Acertos e erros
Não há problemas
A vida é esse dilema
Errantes e “acertantes”
Não há nada sem o presente
Presenteia-te
Com vitórias e derrotas
Aproveite cada instante
Podes reclamar e esperar
Podes encarar e desfrutar
Escolha!
A sua resiliência te guiará
A vida te oferta oportunidades
Você que deve ter criatividade
Para enamorá-la
Pois, se assim, não for
Será um solitário
Esperando pelo futuro
Que nunca chegará

Régis Eric Maia Barros