O futuro – um tempo verbal progressista

alice
 
Eu olho para frente. Sempre! Assim, eu busco viver. Do mesmo jeito, eu tento falar isso para todos que conversam comigo sobre a vida. Pensar adiante é a concretização da certeza de que estamos na busca da evolução. O passado passou e nada poderemos fazer para mudar seu curso. Podemos aprender com ele e com as nossas escolhas, mas nunca modificá-lo. Contudo, não é saudável voltar no tempo e fazer do passado o tempo verbal dominante. O futuro é o caminho. O futuro demanda de nós. O futuro permitirá a felicidade. Eu, por exemplo, não quero saber de mim nos dias que passaram, visto que, a evolução progressista aconteceu e aquele “eu” já não existe mais. Sou outro. Sou eu, diferente. Um eu que incorporou muito e que se maravilhou com aprendizados e decepções. Simplesmente, sou eu – outra pessoa que pensa para o amanhã. Por isso, incorporo em mim a reflexão de Lewis Carroll que, usando Alice no País das Maravilhas, nos disse que “não podemos voltar para ontem, porque, lá, nós éramos outras pessoas”. Perfeito! Precisamos evoluir, acreditando mais e cada vez mais em nós mesmos, visto que, o passado é uma dimensão temporal conservadora. Seja, portanto, progressista e pense no futuro…
 
Régis Eric Maia Barros